Inclui no ensino das escolas noções básicas sobre doação e transplante de órgãos

A propositura tem o objetivo de informar e conscientizar a população, além de construir uma cultura doadora desde o ensino fundamental.

O deputado estadual Delegado Eduardo Prado (DC) apresentou projeto de lei que atualiza a Lei Complementar nº 26/1998, com o intuito de incluir o ensino de noções básicas sobre doação e transplante de órgãos e tecidos nas escolas.

Segundo Prado, o ensino regular do tema em ambiente escolar e sua consecutiva inserção como pauta de discussão no ambiente acadêmico de todo o País é indispensável no esforço de construir uma cultura doadora. “Apesar do Brasil ter o maior programa de transplantes público do mundo, o País falha na tarefa de informar e conscientizar a população”, diz.

De acordo com o Registro Brasileiro de Transplantes, 33.454 pessoas ocupavam a fila de espera por um órgão no ano de 2018. Desses, 15.593 ingressaram no primeiro semestre de 2018 e 1.286 morreram nesse período. Todos os inscritos na lista não podem mais contar com qualquer remédio ou tratamento para resolver seu problema.

Prado acredita que, com a aprovação do projeto, será possível mudar esse quadro e assim mais pessoas que estão na fila dos transplantes poderão voltar a desfrutar de uma vida confortável. “Nas escolas haverá conscientização da importância de doar órgãos, além de desfazer mitos que circulam entre a população”, diz.